Skip to main content

{Resenha} Maze Runner – Ordem de extermínio

Compartilhe!

Resultado de imagem para maze runner ordem de exterminio   Ficção/ 381 páginas/ Editora: V&R

Epidemia * Extinção * Explosões * Contágio * Devastação

Finalmente vamos resenhar o spinn-off da série Maze Runner!!

Resultado de imagem para gifs de finalmente

Antes, para quem não sabe o que é propriamente dito um “spin-off”, decidi colocar a definição padrão para o termo:

“Nos meios de comunicação, um spinoff é um programa de rádio, programa de televisão, vídeo game ou qualquer obra narrativa derivada de uma ou mais obras já existentes.”

OU SEJA, o spin-off é derivado sempre de alguma obra que já existia. Isso aconteceu com os três primeiros livros de Maze Runner. Após o término da historia, o autor James Dashener decidiu escrever um outro livro(spin-off) para dar algumas explicações sobre a série, como tudo começou, de onde surgiu o CRUEL, a ideia de um labirinto e etc.

Resultado de imagem para gifs de entendido

Bom, dito isso, vamos em frente! Ordem de Extermínio conta a história uns 13 anos antes de surgir tudo. Já no primeiro capítulo somos apresentados aos personagens sobreviventes das erupções solares.

Vários nomes são citados, porém o nosso grupo de protagonistas fica a cargo de: Mark, Trina, Alec e Lana. Estes, mais velhos e serviram ao exército antes de tudo acontecer. Aqueles, já são os mais novos e eram vizinhos, que durante o incidente solar, não conseguiram voltar para casa e encontrar as suas famílias.

Um fator interessante na história são os flashbacks que ocasionalmente acontecem durante a narrativa. Mark que lembra de todos, eles variam desde lembranças com sua família aos acontecimentos depois da devastação do planeta pelas chamas solares.

Pode-se dizer que realmente são lembranças dolorosas e por serem de caráter pessoal, nos transporta para dentro das angústias e tristeza do personagem. O caos reinava durante os primeiros dias da catástrofe. Pessoas morreram carbonizadas e as que restavam aos poucos iam sendo consumidas pelo calor abrasador.

Alec e Lana cuidavam de um grupo de pessoas que conseguiram salvar nesse período. Eles formavam uma espécie de acampamento e sobreviviam a cada dia. Tudo parecia ir bem, eles já estavam tentando reconstruir um lar, quando algo pior que as chamas os alcança.

Helicópteros com pessoas usando trajes de proteção contra infecção povoam o céu. E ao mesmo tempo atiram dardos nos sobreviventes do assentamento( lugar onde o grupo de pessoas ficava) e estes morriam de imediato.

O problema veio horas depois: alguns que foram atingidos pelos dardos não morriam instantaneamente, mas começavam a enlouquecer e se tornarem agressivos. Nessas partes nos lembramos dos famosos “cranks” dos três primeiros livros. Aquelas pessoas que foram infectadas pelo Fulgor, esse é o início de tudo.

A história é de tirar o fôlego a cada capítulo, pois Mark e Alec decidem ir atrás das pessoas que fizeram isso com eles, que decidiram infectar com alguma coisa pessoas inocentes. No meio de tudo isso eles se perguntam se vão conseguir sobreviver a mais uma hora.

As pessoas que sobraram, enlouqueceram e aos poucos, um novo caos surge. Será que eles conseguem uma cura ou no mínimo tentar entender o que está acontecendo? São perguntas e mais perguntas e no final… algo que te deixa sem palavras acontece.

Convido vocês a embarcar nessa nova e terrível aventura em Ordem de Extermínio. E caso você não faça ideia sobre nada do universo de Maze Runner, acompanhe as resenhas dos livros anteriores aqui no site:  http://livrosecontos.com.br/2016/05/08/resenha-maze-runner-correr-ou-morrer/  ( Maze Runner Correr ou Morrer)

http://livrosecontos.com.br/2016/05/15/conto-maze-runner-prova-de-fogo/  ( Maze Runner Prova de Fogo)

{Resenha} Maze Runner- A Cura Mortal

{Resenha} Maze Runner- Arquivos

 

 

2 comentários em “{Resenha} Maze Runner – Ordem de extermínio

  1. A estória desses livros é arrepiante. Lembro que vi o filme do Labirinto no cinema e pirei querendo ler todos, e pirei lendo também kkkk amei a resenha. Beijinhos…

    1. É siim! Eu lendo os livros ficava angustiada, com medo, já cheguei a ter pesadelos! Mas claro, nada tão bizarro, na verdade as histórias do James Dashner são de tirar o fôlego!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mostrar
Esconder