Skip to main content

Resenha: O corpo fala

Compartilhe!

Alguma vez você já presenciou alguém mordendo os lábios, cruzando os braços ou recolhendo o abdômen enquanto conversava com você? Cuidado, essa pessoa pode está achando desagradável sua companhia! Mas como perceber quando alguém está realmente interessado ou até mesmo querendo dizer algo e não pode ( no caso de comprimir os lábios) ? Bom, você não precisa ter nenhum dom especial para compreender esses sinais e nem mesmo exigir da pessoa que os exponham, só precisa deixar que o seu corpo fale por si!

É isso mesmo! Para quem ainda não ouviu falar do livro O Corpo Fala, de Pierre Weil com ilustrações de Roland Tompakow, ele tem como objetivo informar ao leitor os possíveis significados para a linguagem corporal humana. Claro que cada caso, é um caso. Mas o livro tem uma leitura fácil e bastante compreensível, onde com um pouco de observação, você logo descobre o que outros na verdade queriam fazer ou dizer em determinadas situações, mas não o fazem.

(mais…)

Resenha : A lista de Brett – Lori Nelson Spielman

Compartilhe!

      Chick- Lit/ 364 páginas/ Verus Editora.

Oi pessoal! O ‘escolhido’ de hoje é esse belíssimo e surpreendente livro da autora Lori Nelson Spielman. Para quem não conhece, esse é o seu primeiro trabalho no ramo literário. Ela é ex-fonoaudióloga e orientadora escolar, mas atualmente trabalha dando aulas particulares. ( Um pouco do resumo biográfico da autora que encontramos no livro).
Dito isso, vamos ao livro! Eu ainda não tinha ouvido falar sobre A lista de Brett, para falar a verdade, no dia em que fui à livraria, meus planos não incluíam levar um livro de uma autora até então por mim, desconhecida. Mas, o vendedor me contou um pouco da história e logo fiquei curiosa para saber mais e, apesar de não conhecer, esse livro é muito procurado,segundo ele. Mas de que então se trata a história? Pois bem, Brett Bohlinger é uma mulher de 34 anos que aparentemente teve e tem, tudo na vida, família, emprego, afiliações e etc. Porém, tudo isso muda com a morte da mãe. A herança terá de ser repartida entre os três filhos, Brett e os dois irmãos Jay e Joad. Até aí tudo bem, o problema é que Brett só pode receber a sua parte na herança quando cumprir com uma lista de sonhos deixada pela mãe,tal lista foi feita pela própria Brett, no entanto, ela ainda era uma adolescente e suas metas de vida, eram bem diferente da vida que ela levava agora, já adulta.

(mais…)

Resenha: Extraordinário / 365 dias extraordinários

Compartilhe!

Extraordinário – R.J Palácio

Extraordinario

Decidi começar com uma das frases mais conhecidas de quem já leu a história do pequeno Auggie Pullman (August), que nasceu com um síndrome genética que por conta das sequelas, nunca tinha frequentado a escola. No entanto, tudo isso está prestes a mudar quando ele começar o quinto ano em uma escola de verdade. Mas apesar do constrangimento que o tímido Auggie sente toda vez que as pessoas passam por ele com uma cara de espanto, ele aceita ser o aluno novo de uma nova escola. E todo mundo sabe que é na escola onde aprendemos a expandir os nossos laços sociais e aprendemos importantes lições, não só de conhecimento prático, mas de vida.

(mais…)

Quem é você, Alasca?

Compartilhe!
   Literatura Internacional- Romances/ 336 páginas/ Editora: Intrínseca
Bom, como estou em dívida com as postagens, aqui vai uma resenha sobre um dos sucessos do John Green que em breve, segundo as fontes do autor, terá também sua produção cinematográfica! Segundo o autor, ele gostaria de ter no elenco do futuro filme a cantora Taylor Swift, mesmo não sendo ele o responsável pela escolha do elenco do filme, afirma que ela tem de está presente mesmo não interpretando a protagonista. E então, essa ideia é apoiada pelos fãs do autor e da cantora? Vamos ver!

(mais…)

Resenha: Pais brilhantes e professores fascinantes

Compartilhe!

    Autoajuda/ 176 páginas/ Editora Sextante

Só de olhar para o título desse livro já me chamou a atenção. Pois gosto de tudo que me forneça um novo conhecimento, aprendizado. E mesmo sendo uma jovem ainda, me preocupa o fato de observar tanto crianças como adolescentes cada vez mais alienados e sem objetivo. E tenho vontade de ajudá-los, mas não posso, pelo menos não totalmente, pois isto é dever para um educador, seja ele pai ou professor. Até porque, estes são verdadeiros mestres da vida, sabem mais do que eu como lidar com essas situações, ou pelo menos, deveriam saber.
O livro do senhor Cury ( que é além de doutor em psicanálise, escritor, professor e pai) tem muito a ensinar aos bons pais e aos bons professores. O livro cita os sete hábitos dos bons pais e dos pais brilhantes e também faz isso com os professores. Só para citar um a título de exemplo é o 3° hábito: “Bons pais corrigem erros, pais brilhantes ensinam a pensar”. Essa instrução explica como os pais podem ensinar os filhos sem dar aquelas broncas exageradas, onde incita o filho a ficar mais chateado, fazendo com que ele não raciocine sobre seu mau comportamento. Se os pais ensinarem eles a pensar no que fizeram, os filhos entenderão o porquê da bronca e aprenderão a não fazer mais aquilo.
E já falando dos professores, o 7º hábito: ” Bons professores educam para uma profissão, professores fascinantes educam para a vida”. Neste, ele mostra como os professores por meio de suas experiências e comportamento podem ensinar os jovens a lidar com a vida e seus conflitos e além de incentivá-los a estabelecer metas. Eles transformam o destino de seus alunos e consequentemente estes, mudarão o futuro aonde quer que se encontrem.
Enfim, esse livro é espetacular, pois além desses 14 hábitos, ele trás uma solução e ajuda e técnicas de ensino que já mostraram a sua eficácia. A mensagem clara do livro é para os pais e professores não desistirem de seu trabalho, porque sem eles, os adultos de amanhã se tornarão  problemáticos e quase sem solução. Eu super recomendo a todos, independentemente de ser pai ou professor, a fazer a leitura deste maravilhoso livro.

Mostrar
Esconder